06
jun
2015
Postado ás: 16:06
Na categoria: Curiosidades

Você adoraria clarear as manchas do rosto, mas não tem nem idéia de como fazer com que isso aconteça? Hoje, apresento para vocês dicas para fazer em sua própria casa e deixar sua beleza ainda mais evidência. Afinal, nada como uma pele macia, linda e saudável. Confira!

 

Dicas para suavizar as manchas


Um dos produtos de beleza que tem conquistado cada vez mais fãs no mercado da cosmética em geral para ajudar a suavizar manchas no rosto é o Bepantol Derma: conforme já falamos, o Bepantol Derma tem inúmeros benefícios. Esse produto mágico trata a pele, as unhas e os cabelos, trazendo resistência e hidratação a todos, de modo simples e rápido.
Além disso, tem também o poder de clarear manchas e sardas na pele quando unido à pomada Hipoglós. Para conseguir tal efeito, basta seguir a receita caseira de beleza à seguir. Com certeza, você atingirá ótimos resultados:

Como clarear manchas no rosto e na pele

Máscara caseira simples


Ingredientes:
Uma medida da tampinha de Bepantol Derma líquido
Uma colher de sobremesa da pomada Hipoglós

Modo de preparo:
Junte os dois ingredientes em um recipiente e misture bem, até formarem um creme homogêneo. Limpe o rosto com um sabonete ou produto de beleza apropriado e aplique a mistura. Deixe que o creme aja por meia hora. Lave bem o rosto com água fria abundante. Aplique filtro solar em seguida.
Até atingir o resultado esperado, você pode utilizar esta receita simples até três vezes por semana.

 

FONTE: http://receitasnaturais.com.br/

Thiago Amaral
Postado por Thiago Amaral
05
jun
2015
Postado ás: 23:06
Na categoria: Curiosidades
Qual é a verdadeira fonte da juventude? A norte americana Annette Larkins parece ter encontrado a fórmula mágica de uma maneira bem simples: a alimentação. No auge dos seus quase 75 anos de vida, ela aparenta ter apenas pouco mais de 30 anos e já chegou a passar até por uma garotona de 20.
Você diria que Essa Mulher tem mais de 70 Anos? Esse é o Segredo dela
Você diria que Essa Mulher tem mais de 70 Anos? Esse é o Segredo dela
Você diria que Essa Mulher tem mais de 70 Anos? Esse é o Segredo dela
Você diria que Essa Mulher tem mais de 70 Anos? Esse é o Segredo dela
Você diria que Essa Mulher tem mais de 70 Anos? Esse é o Segredo dela
Você diria que Essa Mulher tem mais de 70 Anos? Esse é o Segredo dela
Você diria que Essa Mulher tem mais de 70 Anos? Esse é o Segredo dela
Você diria que Essa Mulher tem mais de 70 Anos? Esse é o Segredo dela
Você diria que Essa Mulher tem mais de 70 Anos? Esse é o Segredo dela
Você diria que Essa Mulher tem mais de 70 Anos? Esse é o Segredo dela
Você diria que Essa Mulher tem mais de 70 Anos? Esse é o Segredo dela

 

Seguindo à risca a teoria do “você é o que você come”, a aparentemente jovem senhora tem uma saúde de ferro e isso certamente transparece em seu exterior, dando-lhe uma pele e um corpo impressionantes dada a idade. Larkins afirma que nunca passou por qualquer cirurgia plástica ou procedimento estético.
Thiago Amaral
Postado por Thiago Amaral
05
jun
2015
Postado ás: 22:06
Na categoria: Curiosidades

Giulia Enders, uma microbiologista alemã, afirma que as pessoas em países ocidentais estão fazendo suas necessidades de forma totalmente errada. Não seria ideal defecar sentado, e sim, de cócoras.


Seu livro, ‘Charming Bowels’, que liderou as vendas em seu país natal por várias semanas, explora uma série de problemas de saúde do intestino, como prisão de ventre, ligado às bactérias.

A mensagem geral é que o trato gastrointestinal é o ‘conselheiro mais importante do cérebro’, afetando tudo, desde a saúde mental até a saúde digestiva.

Mas há também influências diretas, tais como a forma de defecar corretamente. De acordo com Enders, que está estudando em Frankfurt para seu doutorado em microbiologia médica, sentar-se é, de fato, errado, prolongando o processo de liberação das fezes.

Isso também pode explicar porque as hemorroidas e doenças intestinais dolorosas, como diverticulite, são mais comuns no Ocidente do que na Ásia.

Pouco mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo não têm incidência de diverticulite e menos problemas com as hemorroidas.

Por outro lado, nós, no Ocidente, esprememos nosso tecido do intestino até que nossas fezes sejam liberadas.

Isso ocorre porque o mecanismo de fechamento do tubo digestivo não é projetado para “abrir a escotilha completamente” quando se está sentado ou em pé. Embora você consiga realizar o processo, isso pode ser resolvido ao colocar seus pés em um banquinho, inclinando-o para a frente.

Enders acrescenta que há uma riqueza de pesquisas mostrando que ficar de cócoras é uma forma mais eficaz para evacuar os intestinos. Em entrevista à BBC Radio 4, na Inglaterra, ela explicou: “Quando você se senta, há um músculo ao redor do final do cólon sendo flexionado”.

Quando estamos em posição de cócoras, com um banquinho em frente ao vaso sanitário, menos pressão será necessária.

“É muito mais natural e coloca menos pressão sobre os nosso intestino”. Alguns especialistas afirmam que todos nós realizávamos o processo corretamente, até a metade do século 19, e o abandono da posição de cócoras é o culpado pelo aumento das taxas de problemas intestinais e digestivos.

Como médico, nos EUA, Joseph Mercola escreve em seu site: “Os bebês instintivamente agacham para defecar, como faz a maioria da população do mundo. Mas, de alguma forma, o Ocidente estava convencido de que sentado é mais civilizado”.

“A posição de agachamento natural, com os joelhos mais próximos de seu torso, realmente muda as relações espaciais de seus órgãos intestinais e musculatura, otimizando as forças envolvidas na defecação”, completa.

Enders também explica que o trato gastrointestinal é a parte mais negligenciada do corpo, já que, muitas vezes, ignoramos os sinais que o esfíncter nos dá, em relação à desregulação intestinal.

As bactérias representam outro interesse fundamental de Enders. Em seu livro, ela detalha as minúcias do intestino e como ele compreende dois terços de nosso sistema imunológico, contendo cerca de dois quilos de bactérias.

Essas bactérias desempenham papéis importantes na digestão de alimentos, determinando nossa produção de humor e de energia, ela afirma.

Fonte: Videos Virais

Thiago Amaral
Postado por Thiago Amaral
05
jun
2015
Postado ás: 22:06
Na categoria: Curiosidades

Sentar em “W” refere-se à postura assumida pelas crianças quando se sentam no chão com as pernas posicionadas no formato de um “W”, sendo esta uma das várias posições que a criança pode assumir enquanto brinca.

A alternância entre as posições que a criança senta é muito benéfica e estimula a descoberta dos limites de corpo. No entanto,se assumido com frequência, este hábito postural pode gerar alterações ortopédicas, no desenvolvimento ósseo e no desenvolvimento motor.

Alterações Ortopédicas:

Quando sentada em “W”, os quadris encontram-se no limite da rotação interna, predispondo a criança a problemas ortopédicos futuros.


Nesta posição anormal, o risco de luxação do quadril é preocupante. Esta posição também favorece a instalação de encurtamentos e contraturas musculares.

Desenvolvimento Ósseo:

O sentar em “W” também pode afetar o desenvolvimento ósseo, favorecendo a anteversão da cabeça do fêmur e a rotação interna da tíbia.

Desenvolvimento Motor:

Na postura em “W”, a criança experimenta um grande aumento da base de sustentação quando comparada com outras posturas sentadas, isso lhe garante maior estabilidade e menor necessidade de ajustes posturais.

Quando sentada em “W”, o centro de gravidade dificilmente ultrapassará a sua base de sustentação (a área ocupada pelo “W”), desta forma, os músculos do tronco terão pouco trabalho para manter o equilíbrio.

Obviamente equilíbrio e estabilidade são coisas boas, mas, a instabilidade também é essencial para desenvolver reações posturais e a força nos músculos do tronco.

O problema é que o “W” é tão estável que não permite à criança exercitar seu equilíbrio, também limita as rotações de tronco e as transferências de peso laterais como aquelas que realizamos para alcançar um objeto.

Como resultado, ocorre um atraso nas aquisições de controle de tronco e equilíbrio devido ao não uso. Além disso, pela falta de transferências laterais e da capacidade de cruzar a linha média (levar a mão esquerda a alcançar um objeto no lado direito do corpo), a criança tende a usar a mão direita no lado direito do corpo e a mão esquerda no lado esquerdo do corpo, afetando o desenvolvimento da dominação manual.

A maioria das crianças adquire a posição em “W” por curtos períodos de tempo, alternando naturalmente para outras posições.
A forma mais fácil de prevenir complicações é evitar desde o início que se torne um hábito.

Elas devem ser estimuladas a mudar a posição e chamadas à atenção para corrigirem a postura sempre que a posição em “W” for a preferencial.


Se você perceber freqüência na postura em “W”, basta ajudá-la a modificar a posição com suas próprias mãos, guiando-a, por exemplo, para outra postura e conversando com ela, explicando que ela precisa endireitar as perninhas pra não se machucar.

Vamos ficar atentos para evitar complicações futuras para nossos pequenos!

Fonte: Maple Bear

Thiago Amaral
Postado por Thiago Amaral
04
jun
2015
Postado ás: 19:06
Na categoria: Notícia

5 dicas
1. LIMITEM e CONTROLEM o CONTATO FÍSICO, isso os ajudará a evitar desejos sensuais.

“Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor.” 2 Timóteo 2:22
2. Não se isolem dos amigos durante o namoro. SEJAM ABERTOS PARA CONHECER e fazer novas amizades.
Quem se isola prepara o terreno para tentações.

“Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.” Mateus 26:41

 

3. Dêem PRIORIDADE PARA AS COISAS ESPIRITUAIS. Estudem a Bíblia e orem juntos.

“Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” Mateus 6:33
4. Cultivem uma RELAÇÃO ESPIRITUAL SAUDÁVEL que incentive o crescimento dos dois.

“Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor.” Oséias 6:3

 

5. OREM JUNTOS, pedindo que Deus abençoe seu namoro e seu futuro casamento!

Casal que ora junto permanece junto!

Orai sem cessar. 1 Tessalonicenses 5:17

 

Fabiana Marangoni
ParaSempreNamorados

Thiago Amaral
Postado por Thiago Amaral
04
jun
2015
Postado ás: 19:06
Na categoria: Curiosidades

Você já parou para pensar na incrível variedade de animais que habita o nosso planeta? Isso sem contar que ainda existe um sem fim de espécies ainda por descobrir, apesar dos esforços de milhares de cientistas que vasculham o mundo atrás de novos bichinhos. Aliás, muitas criaturas são bem pouco conhecidas pela maioria das pessoas, e a seguir você pode conferir uma lista com 15 exemplos desses animais:

 

1 – Ai… ai…

Fonte da imagem: Reprodução/Bored Panda

O estranho animal acima, apesar de parecer um Gremlin, é um primata da espécie Daubentonia madagascarienses, nativo de Madagascar e conhecido como “aye-aye”.

2 – Isópodo gigante

Fonte da imagem: Reprodução/Bored Panda

Embora pareça uma baratona mutante, a verdade é que a criatura acima é um crustáceo da espécie Bathynomus giganteus, provavelmente uma das mais antigas do planeta.

3 – Narigão

Fonte da imagem: Reprodução/Bored Panda

O antílope acima é conhecido como saiga — Saiga tatarica — e a característica que mais chama a atenção, evidentemente, é o seu enorme nariz. Nativo da Ásia, ele normalmente é encontrado no Deserto de Gobi.

4 – Lesma estilosa

Fonte da imagem: Reprodução/Bored Panda

A belíssima criatura da imagem é, na verdade, uma lesma marinha da espécie Glaucus atlanticus, e por incrível que pareça, é comum em todas as águas tropicais e temperadas do mundo.

5 – Vampiro

Fonte da imagem: Reprodução/Bored Panda

O veadinho da foto não está fantasiado para nenhuma festa de Halloween não. Ele pertence à espécie Elaphodus cephalophus e é nativo da China, Índia e Birmânia.

6 – Peixe de batom

Fonte da imagem: Reprodução/Bored Panda

Da espécie Ogcocephalus darwini, o peixe acima é nativo de Galápagos e costuma desfilar com seus “lábios” vermelhos a mais de 30 metros de profundidade.

7 – Isso é um…?

Fonte da imagem: Reprodução/Bored Panda

Não, não é nada do que você está pensando! A criatura da imagem acima é um anfíbio da espécie Atretochoana eiselti, e á nativa daqui do Brasil!

8 – Ratinho ou porco-espinho?

Fonte da imagem: Reprodução/Bored Panda

O pequeno bichinho acima não é nenhum híbrido não! Trata-se de um mamífero da espécieHemicentetes semispinosus, endêmica de Madagascar.

9 – Papagaio azul

Fonte da imagem: Reprodução/Bored Panda

O incrível peixe da imagem é da espécie Scarus coeruleus e conhecido como peixe-papagaio-azul. Ele pode crescer até 1,2 metro de comprimento e habita os recifes de coral, podendo ser encontrado nas Antilhas, Bermudas, Bahamas e aqui no Brasil.

10 – Deu zebra

Fonte da imagem: Reprodução/Bored Panda

O curioso animal da foto, da espécie Okapia johnstoni, se chama ocapi e é nativo das florestas do Congo. Embora tenha traços de zebra, ele é — acredite se quiser — parente das girafas.

11 – Unicórnio marinho

Fonte da imagem: Reprodução/Bored Panda

Nativo da região do Círculo Polar Ártico, o animal acima — da espécie Monodon monoceros — é conhecido como narval e, apesar de parecer um unicórnio marinho, pertence à família das baleias.

12 – Dragão

Fonte da imagem: Reprodução/Bored Panda

Também conhecido como diabo-espinhoso, o pequeno réptil acima, da espécie Moloch horridus, é nativo da Austrália, e apesar da carinha assustadora e do nome maligno, não ultrapassa os 20 centímetros de comprimento e se alimenta apenas de formigas. No entanto, esse bichinho conta com uma cabeça falsa posicionada atrás da verdadeira, que ele usa para afugentar os predadores.

13 – Geleia

Fonte da imagem: Reprodução/Bored Panda

A estranha criatura da imagem também é conhecida pelo nome porco-do-mar, embora não se pareça nada com os suínos que vemos perambulando em terra firme.  Da espécie Scotoplanes, esses animais costumam ser encontrados em profundidades superiores aos 6 mil metros e pertencem à mesma família dos pepinos do mar.

14 – Mini canguru?

Fonte da imagem: Reprodução/Bored Panda

Nativo da China e da Mongólia, o bichinho acima é um roedor da espécie Allactaga bullataconhecido pelo nome de gobi jerboa, e assim como os cangurus, se locomove saltitando.

15 – Pikachu

Fonte da imagem: Reprodução/Bored Panda

Apesar de parecer de brinquedo, a verdade é que a criaturinha que você acabou de ver é um “polvinho” da espécie Grimpoteuthis, também conhecido como dumbo. Esses animais são pouco conhecidos e raramente são encontrados em profundidades inferiores aos 2 mil metros.

***

E você, leitor, já conhecia algum dos animais que apresentamos acima?
Qual deles, em sua opinião, é o mais estranho da lista? Não deixe de contar para a gente nos comentários.

 

FONTE: MEGA CURIOSO

Thiago Amaral
Postado por Thiago Amaral
02
jun
2015
Postado ás: 18:06
Na categoria: Notícia

chip

Raphael Bastos foi o primeiro brasileiro a testar o biochip, que consiste na implantação de um chip na pele.
O chip é do tamanho de um grão de arroz, a implantação custou R$600,00 e foi feita em um estúdio de tatuagem.
As funções do chip são dos mais variados tipos como por exemplo: desbloquear computador, celular, tablets, etc. Futuramente a previsão é de que os biochips possam ser utilizados em ônibus, portões eletrônicos, carros, etc. Mas até que ponto vale a pena ir pela tecnologia?
Teria coragem de implantar um chip na pele? Comente aqui abaixo!

Thiago Amaral
Postado por Thiago Amaral
Página 1 de 41234